Sobre o Projeto Brechó Sustentável

1 – O que aconteceu com a moda

Com a chegada do fast fashion no início dos anos 2000, a moda ganhou um ar descartável. As tendências ficaram mais acessíveis e mais baratas ocasionando uma alta no consumo e consequentemente, no descarte. Depois de uma década, essa maneira rápida e inconsciente de se relacionar com o consumo na moda começa a ser questionada e, comprar peças usadas, exclusivas e reaproveitadas tem se tornado uma alternativa fashion.

2 – Mas o que isso tem a ver com sustentabilidade?

No que diz respeito à sustentabilidade na moda, os brechós significam uma das soluções mais efetivas para a questão do pós-consumo. Eles representam a plataforma principal para distribuição de roupas que seriam descartadas, prolongando, assim, a vida útil das peças. Além disso, proporcionam o surgimento de uma nova economia baseada no descarte: nada mais sustentável do que reaproveitar o que se tornaria lixo para gerar renda e diminuir o impacto negativo da indústria da moda no meio ambiente. Você não acha?

3 – Isso tudo nos deu uma ideia!

Foi com base nessa premissa que nasceu a ideia do BRECHÓ SUSTENTÁVEL, uma proposta de modelo de negócio sustentável que beneficia o indivíduo, a economia e o meio ambiente.



O objetivo do Brechó Sustentável baseia-se em 3 fatores:



4 – Na prática, como tudo funciona?

O Brechó Sustentável é um evento mensal, itinerante, realizado dentro de grandes condomínios da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Ele oferece ao morador a oportunidade de vender coisas que não utiliza mais, e que seriam descartadas, assim como a de comprar coisas que podem ser reusadas por um valor bem acessível. Quer coisa melhor do que isso?

Quem faz o que?

Condomínio: oferece um espaço adequado para a montagem do brechó, assim como infraestrutura e segurança.
Participante: separa, relaciona e precifica as peças que deseja descartar.
Organizador: cataloga o acervo, divulga o evento, monta toda infraestrutura, comercializa as peças e faz a prestação de contas.

Quem pode sediar o evento?

Condomínios de casas ou apartamentos, com no mínimo 300 residências, que tenham um espaço (salão) de no mínimo 250 m² para montagem do brechó.

Quem pode participar?

O evento é exclusivo para os moradores dos condomínios, seus familiares e convidados, seja vendendo produtos ou apenas como consumidores.

O que pode ser vendido?

Roupas e acessórios, masculinos, femininos e infantis, novos ou usados, que estejam em excelente estado, além de pequenos objetos de decoração ou de uso pessoal. Todos os produtos passam pela triagem dos organizadores.

É de graça?

Os participantes não pagam para participar, deixando os seus produtos por consignação para serem vendidos. No entanto, para que o projeto seja subsidiado, será descontado do valor de cada venda 25% referente ao comissionamento do time do brechó e 3,20% referente à taxa administrativa. Quem não vender nada, não precisa pagar, e ao final do evento os produtos são devolvidos. 

Para saber todos os detalhes e regras para participar, clique aqui.